• Neuroclínicas

Toxicina Botulínica: funcionalidade além da estética

A função da toxina botulínica aplicada diretamente nos músculos que sofrem alguma contratura, é causar um bloqueio temporário dos neurotransmissores que vão induzir a espasticidade ou a rigidez muscular.


Este bloqueio pode durar de 3 à 6 meses, aliviando a rigidez, sem afetar o movimento voluntário. Este tratamento é consagrado há pelo menos 15 anos, considerado a primeira opção para auxiliar e melhorar a qualidade de vida dos pacientes.

A toxina botulínica é produzida naturalmente por uma bactéria que existe na natureza chamada Clostridium botulinum, sendo estudada há muitos anos. Uma vez injetada nos locais adequados, a toxina botulínica se liga aos nervos, e, após alguns dias, promove o bloqueio da acetilcolina, provocando o relaxamento muscular.

Esta substância é utilizada não apenas para fins estéticos, mas como tratamento em diversas situações para fins medicinais, como a espasticidade.

Veja algumas aplicações:


• Pós AVC

• Esclerose Múltipla

• Espasmos na face (blefoaroespasmo e espasmos hemifacial)

• Suor excessivo

• Torcicolos e distonia

• Neuralgia do trigêmeo e neuralgia pós herpética

• Dor de cabeça

• Bruxismo

• Dores musculares, etc

A recomendação é de que se faça uma avaliação para determinar a necessidade e aplicabilidade do tratamento.

Dr. Alessandro Finkelsztejn

Neuro-Oftalmologista da Neuroclínicas



© 2020 . Criado por Grupo MS Design

  • Instagram - White Circle
  • Facebook - Círculo Branco