• Neuroclínicas

Cefaleia crônica diária

A cefaleia crônica diária, são dores de cabeça em caráter diário ou quase diário (em quinze ou mais dias por mês), que evoluíram ao longo do tempo e sob a influência de inúmeros fatores, a partir de uma enxaqueca que se manifestava com crises episódicas de dor de cabeça.


A dor de cabeça pode atingir gravidade, manifestando-se diariamente e de forma contínua. Muitos pacientes moldam sua rotina para evitar a dor. Tornam-se dependente de analgésicos, limitado suas atividades profissional e de lazer.


Estes casos são mais frequentes do que se imagina e precisam ser abordados e tratados de maneira diferenciada, com associação de tratamentos diversos e realizados por diferentes profissionais. É por meio desse conceito que se desenvolveram os centros de tratamento de dor crônica, que viabilizam o cuidado multidisciplinar para os indivíduos que sofrem com dores como a cefaleia crônica diária.


Tecnicamente denominada de cefaleia pelos neurologistas, estas dores classificam-se em diferentes subtipos:


Cefaleia Primária – quando não há nenhum problema estrutural ou anatômico, como tumores, aneurismas, anomalias ósseas ou anatômicas, provocando a dor de cabeça, e várias pesquisas demonstram que nestes casos, temos apenas as alterações químicas nas pessoas com este tipo de cefaleia. Exemplos clássicos das cefaleias primárias são a cefaleia tensional e a enxaqueca.


Cefaleia Secundária – são as dores relacionadas a outras causas, como sinusites, distúrbios de articulação temporo-mandibular (ATM), tumores no cérebro, aneurismas cerebrais, meningites, hidrocefalias, sinusites, miopia, AVCs, etc.


Fique atento aos sintomas e em caso de dores procure um médico neurologista.


Dr. Alessandro Finkelsztejn

Neuro-Oftalmologista da Neuroclínicas


Posts recentes

Ver tudo